sexta-feira, 18 de maio de 2018

Estou feliz ! Sobrevivi a esta dura batalha ...



Ora ora, 10 meses passados do inicio, eis que o fim chega hoje !!

Se estou feliz ? Era mulher para ir ali beijar meia dúzia de transeuntes, só porque sim !!

Sobrevivi a esta batalha , se venci a guerra?
Não sei , mas também não me incomoda , uma coisa de cada vez. E hoje é dia de celebrar a vida e mais esta conquista .

Foi um misto de sentimentos quando sai do hospital , o desejo de não mais voltar, uma vontade louca de gritar a toda a gente - " ACABOU!!! ESTOU FELIZ ! " mas contive-me , as pessoas não tem culpa, né? Já basta as confusões da vida .

Agora é olhar para a frente e recomeçar onde há 1 ano ficou, senti que todo este ano foi feito em expectativa , em stad bay , a esperar que tudo passasse. E passou , continuo com o mesmo espírito com que comecei , continuo forte e preparada para mais outra batalha que se adivinha complicada .

Eu sobrevivi ao cancro, mas o casamento não . Não é fácil para quem está de fora lidar com todo o turbilhão e as sequelas físicas,emocionais, psicológicas pelo os quais um doente passa. Nem todos somos fortaleza e não é crime assim não ser. 

Bora lá viver e tentar ser feliz com todas as nossas forças .



E  façam-me um favor e tentem fazer o mesmo !

Cristina Afonso

segunda-feira, 5 de março de 2018

A vida é uma roleta russa .... Ora temos sorte , ora não !




Hello, hello ! Saudades?? Acredito que sim.

Pois é , tenho andado desaparecida , sem vontade de escrever. Mas não tem que ser obrigatoriamente mau sinal , né?

Ora recapitulando a situação, acabei a Quimioterapia no dia 2 Janeiro e fui operada a 31.

Operação correu bem, apesar do corpo ter rejeitado alguns pontos e ter que ser suturada novamente , a coisa está bem encaminhada . Não fiz Mastectomia , mas sim Tumorectomia , ou seja apenas foi retirado a parte onde se encontrava o tumor e mexeu-se na outra mama também , para que ficassem simétricas . Ficaram as duas pequeninas mas mais tarde farei a reconstrução ( e isso será outro capitulo).

Agora aguardo a retirada de todos os pontos e a cicatrização da zona , para poder então iniciar a radioterapia . Já faltou mais para o término desta saga .

Já tenho cabelo, pestanas e sobrancelhas , yessss!!! De todo o processo ver-me sem estas duas ultimas foi o mais complicado, nem a careca mexeu tanto comigo. O ar doentio com que ficamos abala qualquer alma mais firme .

De resto estou óptima , a cabeça bem arejada , tranquila  .

 Vou vos confessar uma coisa, a maior parte do tempo esqueço-me que estou em tratamento de cancro,  o que é fantástico. Tenho dores e outras mazelas  derivadas ao medicamento que irei fazer no minimo durante 5 anos, mas é algo que tenho que me habituar a viver com, porque antes com dores , que defunta ! Se bem que acho que dava um bonito cadáver ( eu sei humor negro, lol ).

Dizem que mente positiva ajuda o processo, mas nem sempre conseguimos controlar os nossos pensamentos , sei de quem têm crises de choro e vive deprimida devido à doença .

Felizmente não é o meu caso, não que faça algum esforço para isso, mas simplesmente não penso em nada . Acima de tudo porque nada está nas minhas mãos , não tenho poder de curar esta doença que me bateu à porta. Sei que vai ser uma luta eterna , porque nunca estamos curadas, o que temos é a doença controlada e esperar que ela por alguma razão que desconhecemos não se torne activa. Esperar que a sorte esteja do nosso lado, porque no fim de contas é tudo uma questão de sorte/azar !

Se por acaso o azar bater e a coisa descambar de vez, espero que a lei da Eutanásia já tenha sido aprovada , pois sofrer até ao fim de uma forma atroz ( como eu já presenciei ) não faz parte dos meus planos , mas isto já foi decido logo no inicio e arrumado numa gaveta .

E com esta me vou , mas vou bem e feliz de estar quase a acabar , olhar para trás e pensar que não foi assim tão mau ! Tive sorte !!



Sejam felizes , porque nunca se sabe !

Beijos

Cristina Afonso



quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

E pronto , quimioterapia ? Done !!!



Hello,


de volta para comemorar o fim de mais uma etapa . Acabei ontem 16 ciclos de quimioterapia ( e esperar que tenham sido os últimos mesmo ) que isto da vida dá muitas voltas, mas vá pensamento positivo que é o que se pretende aqui nesta chafarica.


Não foi fácil, apesar de supostamente esta ter menos efeitos secundários, eu gosto de adrenalina, logo o que era isto sem se ter:

1º - sintomas de extrema fraqueza
2º - não me aguentar de pé
3º - inchar que nem um balão ( os corticóides fazem isso )
4º - dores ui muitas dores nos musculos e articulações
5º - forte formigueiro nas extremidades das mãos e pés, (parece que estou a andar em cima de cortiça e nas mãos perder total sensibilidade até para teclar )

 ora digam lá que a coisa não andou animada ?

 Mas teve coisas boas , o cabelo não caiu como era de supor, fiquei com 12 pestanas e umas sobrancelhas que vistas quase à lupa estão cá , ok??  Imaginem um peixe balão , mas com uns pêlos no topo da cabeça? Já conseguiram ??


 Prazer Cristina Afonso !!!


Agora é esperar que tudo acalme durante este mês que o próximo passo será a operação .

Mas estou animada agora que esta fase mais complicada acabou , a ver se o bom humor volta , tentar relevar as coisas más que continuam a circular à minha volta e focar-me na minha cura , agarrar-me a quem me faz bem e nunca me abandonou em nenhuma momento ( prestar uma homenagem à minha filha Priscila Afonso que esteve sempre presente em cada sessão , tornando aquela estadia de 6/7 horas muito mais fácil de suportar , há anjos na terra e este é o meu !!) 


Bem , aqui me vou , vim só dar noticias 

e voces não se esqueçam de continuar a ser felizes mesmo na adversidade , que eu tento todos os dias

até à próxima 

Cristina Afonso  


domingo, 15 de outubro de 2017

1º Round terminou , vamos ao 2º !



Hello,

de volta após um tempo recolhida .

 Isto de escrever nem sempre apetece , não porque não tenhamos o que partilhar, mas por vezes a preguiça/apatia ataca . Consegui enxota-las para longe e vim aqui numa corrida dedilhar umas palavritas.

Ora bem , só para vos situar na coisa acabei o 1º ciclo de quimioterapia faz um mês na terça .

 Segundo dizem era o pior a nível de efeitos secundários, se foi fácil ? Não , nada, mas que poderia ter sido bem mais complicado, podia. Tive muita sorte na forma como o meu organismo respondeu ao tratamento . Nunca vomitei, náuseas também não tive, nem outros efeitos mais violentos. O que tive foi rapidamente gerido com medicamentos. O mais complicado foi a falta de forças e não aguentar mais que 5 minutos em pé, entre outras situações a nível cognitivo (sensações de desmaio, a cabeça muito confusa ).

E outras coisas que me aconteceram e não me lembro devido ao meu "Doris mode" , sim que isto de não me lembrar de nada tem as suas vantagens, né?





Na próxima terça inicio 2º ciclo , vai acontecer semanalmente até ao fim do ano, isto se não tiver que interromper devido a febres ou otites para tomar antibióticos ( como já aconteceu) . Como tenho o meu sistema imunitário fragilizado, qualquer infecção se torna perigosa e lá vou eu para o hospital. Os efeitos secundários desta são mais leves, um deles vai ser ficar com cara de tartaruga, ou seja as pestanas e as sobrancelhas irão cair, só mesmo para o cenário ficar completo com a carequinha ( mal posso esperar !! ) 

Mas, como digo , isto é uma fase e vai passar , só tenho que ter paciência, que é coisa que não abunda por aqui. Por vezes a solidão ataca e parece que os dias nunca mais acabam . A sensação de estar presa a uma situação que não consigo controlar é difícil de encaixar . A depressão e angustia andam de mãos dadas e nem sempre consigo afasta-las , isso e outros problemas a nivel pessoal que com a doença só vieram piorar , faz com várias lutas se travem ao mesmo tempo . 

Enfim, a coisa hoje foi um pouco mais séria , mas nem sempre o bom humor impera , mas ele está cá , anda é um pouco adormecido . Mas ele voltará ....


Até lá , sejam felizes


Cristina Afonso



terça-feira, 19 de setembro de 2017

Tinha tanto para vos contar, mas...




Verdade , mas existe uma luta entre o meu cérebro e os meus olhos , percebam o porquê !



os meus olhos 


Juntem letras aos saltos, raiz quadrada a cantar e uma pitada de física quântica em delírio



  
 e pronto estou prisioneira de uma mente em alvoroço !


Nop, não fumei nada estranho , eu sei que parece . Foi apenas a quarta sessão de quimio e aquilo dá um speed ... 


( voltarei em breve , hoje foi o que se pode arranjar depois de 2 horas a tentar escrever isto, lol ) 






Sejam felizes que eu cá ando a fazer por isso ,

Cristina Afonso    

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Somos lindas carecas, com peruca ou lenço! Acima de tudo somos guerreiras !!



E lá fui eu fazer a 2ª sessão de Quimioterapia (AC - Doxorrubicina e Ciclofosfomida) é como se chama este ciclo, só por curiosidade, sim que o conhecimento não ocupa lugar e isto também é um serviço publico, ora essa !!

E mais, apesar de já te descido um pouco lá para o fundo do mar, vou de livro/enciclopédia/dicionário  em punho e com uma destreza no raciocínio que até estou assustada, mais rápida que um relâmpago e fluido que nem um rio em movimento ( e quase poeta, tá visto) por isso resolvi já vir escrever um novo post , que tenho para mim que amanhã não vou saber qual o meu nome completo, ( sim que quando a esmola é grande o pobre desconfia ).

Bem mas vim partilhar uma situação que me aconteceu ontem e hoje aquando da minha ida ao hospital, para analises/consulta e quimio.

Esta cena de "ser forte e grande" e agora careca tem que se lhe diga, pois não é fácil encarar todos os olhares que se cravam na nossa brilhante careca . Sim , tenho a noção que choco com a minha atitude e posição ao assumir a dita. Já há quem o faça , apesar de ainda sermos uma minoria dai não se estar tão habituado. Respeito, admiro e entendo quem não o faça, porque não é fácil olharmos ao espelho e perceber que perdemos muito da nossa feminilidade, é um choque muito grande.

Dai ter desenvolvido uma estratégia para me proteger dos olhares incessantes, ( pois não consigo adivinhar o propósito deles) entro e finjo que estou sozinha com o meu acompanhante, logo nem sei quem está presente. Nem sempre é possível quando as pessoas olham para trás ou estão no nosso ângulo de visão a observar atentamente cada milímetro da moleirinha .

No entanto hoje tive duas surpresas muito giras , uma na sala de espera para fazer a quimioterapia e outra numa foto partilhada no Facebook .

A 1ª na sala ; estava eu tranquila a aguardar que me chamassem entra uma das "companheiras de luta" quase careca ( sim a ela restavam um amontoado de cabelos ralinhos espalhados que me fazia lembrar o Cebolinha da turma da Mónica com 3 pelos no alto da testa) que estava no dia anterior na sala de espera para a consulta (a que estava a olhar para trás) resolve abordar-me com um ar muito feliz e a congratular-me pela minha opção de assumir e que acabou por me perguntou a minha opinião se deveria ou não rapar os pêlinhos que lhe restavam - ôhhhh gostei tanto, foi tão quida !!!
Claro que lhe disse que era uma opinião muito pessoal , se ela se sentisse bem que deveria de o fazer , pois nem sempre é fácil . Estavam presentes várias companheiras com  lenços e perucas , tentei dizer as coisas sem ferir susceptibilidades, mas acho que não consegui , segundo a minha filha . Pareceu que me estava a vangloriar por o conseguir fazer, não foi de todo a minha intenção, enfim há que ter cuidado.

A 2ª foi alguém que viu uma publicação minha e achou coincidência, pois tinha-me visto no hospital e que não se coibiu de comentar . Estava a acompanhar o pai na consulta e começou a observar quem estava presente na sala e eu pelos vistos me destaquei não só pela minha carequinha linda e maravilhosa , mas especialmente porque irradiava confiança e segurança ( palavras dela) , fiquei muito sensibilizada pelas palavras claro e fiquei a perceber que nem todos os olhares são menos bons ( ou serão macaquinhos na minha cabeça, serão certamente) .

Com tudo isto fiquei também a pensar que o intuito dos meus post e fotos da moleirinha branca não é de me vangloriar pela maneira como estou a encarar este desafio, pois não estou a fazer nada de especial, a força fui busca-la não faço ideia onde , talvez sempre tivesse cá , apenas não sabia da sua existência. Quando acompanhei a minha melhor amiga nesta luta em que infelizmente acabou por perde-la , sempre a achei um furação de vida, uma força interminável e sempre a vi como heroína para a minha vida, sem saber que também eu viria a enfrentar a mesma doença. Disse sempre que se um dia me acontecesse o mesmo não teria nem metade da coragem dela , enganei-me redondamente , afinal sou quase tanto quanto ela . Sei que facilita muito a minha vida e de quem me rodeia, pois não carrego o estigma tão pesado da doença, enfrento-a como se de um " furúnculo na unha do dedo do pé " que moí mas não mata .

 Se isso ajudou na reacção do meu corpo? Tenho a certeza absoluta, a nossa mente faz metade do trabalho para a nossa recuperação . Vi uma companheira que hoje fazia a sua estreia na quimio, vinha acompanhada com a filha e marido, estava em pânico literalmente , a família tentava o que podia para lhe dar alento e animo, mas os olhos dela estavam derrotados . Foi complicado de ver , devo de a encontrar na próxima,gostava de perceber o estado de animo nessa altura , espero que melhor ! Nem sempre se consegue ver o fundo ao túnel e infelizmente o tabu e estigma "cancro" é muito pesado e quem o está a viver acaba por se deixar levar por esse mesmo peso.

Mas sobre esse tema do tabu irei falar noutro post .

Este já vai longo e muito sério , mas por vezes é preciso .


Com peruca, lenço ou carecas somos lindas !!

Sejam felizes acima de tudo,

um beijo

Cristina Afonso

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Há carecas e carecas... mas a minha, segundo dizem é liiiiinda !!



Há pessoas com má visão , outras muito simpáticas e depois há a minha mãezinha ...

Mas não contradigo ninguém, não vá a pessoa ficar ofendida e depois nunca mais na vida sou linda!!

Ora pois, que fui à maquina zero ...

Tinha que ser que não dava para aguentar mais tempo .

Tinha uma sessão fotográfica marcada com a minha filha para terça-feira  como despedida definitiva do cabelo, mas no domingo de manhã quando fui tentar amansar a cabeleira , eis que se me fica um tufo enorme preso aos dedos. Sim, foi arrepiante e confesso que ainda soltei ali duas lágrimas . O marido deu-me um beijo e disse que tudo ia correr bem.

O dia não foi fácil e tentava não mexer muito a cabeça para não o sentir a cair nas costas. Mas tinha que aguentar até ao dia marcado, nem que fosse só com 3 pêlos presos na testa , ia acontecer aquele momento que tanto gostamos.

No dia a seguir o marido ficou proibido de se chegar ao pé de mim, pois cada vez que me abraçava levava 15 cabelos agarrados à cara. Não achei bem, claro que não. Naquela altura já nem respirava  e temia um espirro com mais força, não fosse a desgraça acontecer !

Por fim lá chegou o tão esperado dia com muito cuidado e a temer qualquer rajada de vento fomos para a missão que nos tínhamos proposto . Correu bem , houveram registos muito bons e muitos cabelos a desaparecer na atmosfera literalmente( estava uma ventania que metia dó ).

Chegamos a casa com a sensação de dever cumprido e resolvi que tinha que acabar com aquela agonia capilar , por muito que me custasse a decisão, estava a ser bem mais complicado ir plantado carradas de cabelos pelo chão da casa.

A filha foi incumbida dessa tarefa , como minha fiel companheira de luta sabia que era a minha melhor opção, pois as duas iríamos tornar aquele momento menos dramático. Escolhida a musica para criar o cenário perfeito, vamos avançar ( não sei se vos digo qual a banda sonora que foi seleccionada pois temo que a minha credibilidade caia por terra e depois disso mais ninguém me leve a sério. )

Se bem que... eu estou a fazer quimioterapia , tenho a desculpa certa, né???

José Cid e o seu - " Eu nasci para a musica ! " foi perfeito , cantei em plenos pulmões , abanei a cabeça ( pouco), dancei , respirei fundo várias vezes, e por fim ao som da "Cabana junto ao Mar" tudo acabou . Fechei os olhos por um pouco e mentalizei-me que se calhar até nem estava assim tão mal. E que iria conseguir dar a volta por cima.

Hoje fui mostrar ao mundo que até é possível enfrentar os nossos demónios com um sorriso , tinha receio deste momento e apesar de sempre pensar que iria assumir a careca , não achei que conseguiria.

Mas consegui e fui para o Colombo ( sim há que fazer a coisa em grande, se é para enfrentar os medos , que seja onde há muita gente, só não fui à Primark porque não sou assim tão corajosa ) e as pessoas foram muito discretas nos olhares, pois não me senti de todo mal .

E foi assim mais uma saga neste meu enredo noveleiro , deixo registos da sessão e outro do resultado final.

Adicionar legenda




entretanto , não se esqueçam de ser felizes .

Cristina Afonso 

Estou feliz ! Sobrevivi a esta dura batalha ...

Ora ora, 10 meses passados do inicio, eis que o fim chega hoje !! Se estou feliz ? Era mulher para ir ali beijar meia dúzia de transeunt...